Tai Chi

O Tai Chi (TaiJi) é uma arte marcial chinesa interna, onde se aprendem determinadas formas – conjunto de movimentos lentos e sequenciais, rítmicos e precisos. A sua eficácia reside no domínio e utilização do Chi ou Qi (energia).

O Tai Chi é uma via para o crescimento holístico e tem como objectivo último o desenvolvimento físico, psicológico e espiritual do praticante. Para além dos benefícios claros para a saúde física e psíquica, a prática do Tai Chi é um processo de auto-descoberta que leva a uma consciência plena da unidade corpo-mente em cada um de nós. É assim estimulado o desenvolvimento pessoal dos praticantes, através de uma maior auto-consciência e da compreensão das próprias dificuldades.

Na prática do Tai Chi, o Mestre Xuan Wu insiste na necessidade de treinar descontraído e relaxado, deixando a respiração fluir naturalmente, por forma a deixar circular a energia. Mas para que tal aconteça, há que treinar, e treinar, e treinar, e treinar…

A correcta postura do corpo e a essência dos movimentos vão-se adquirindo com a prática quotidiana do Tai Chi, de forma natural e prazenteira. Se no início fazemos um esforço consciente para aprender as formas e as posturas, vamos pouco a pouco adquirindo leveza e naturalidade, o corpo vai reconhecendo as posturas e a respiração como naturais, e realizamos as formas cada vez mais descontraidamente.

A essência das posturas e do movimento na prática do Tai Chi – neste texto, baseado nos escritos do Mestre Xuan Wu, debruçamo-nos sobre a essência das posturas corporais e dos movimentos na prática do Tai Chi.

Se desejar informações mais específicas, por favor envie-nos um mail para info@caminho-natural.org
Anúncios

16 respostas a Tai Chi

  1. Muito bom este artigo!…
    Parabéns e que a este se sigam outros!…
    António Serra

  2. Susana Marques diz:

    Fantástico! Simples e rigoroso, como não podia deixar de ser.
    Uma inspiração para quem não pode estar regularmente com o Mestre.
    E parabéns! Ficou mesmo muito bom.
    Susana

  3. Obrigada! Esperamos que os praticantes mais iniciados não se assustem com tanto pormenor… Talvez o mais importante no Tai Chi continue a ser treinar e descontrair…

  4. Paulo Sérgio diz:

    De acordo, em especial com esta vossa última frase, é sem dúvida a que se adapta por inteiro ao espírito natural do Tai Chi, como vocês tão bem o definem!
    Continuem nesta missão, mantendo estes princípios, só teremos a beneficiar!
    Abraço
    Paulo Sérgio

  5. Muito obrigada Paulo! Um abraço.

  6. Maria Helena Heppelmann diz:

    Gostava de saber onde posso aprender e praticar esta modalidade, na zona de SINTRA. Agradeço a vossa ajuda.
    Abraço
    Maria Helena

  7. Boa tarde Maria Helena,

    Enviámos-lhe um mail de resposta. Cumprimentos.

  8. Conceição Gomes da Silva diz:

    Como ter acesso às aulas (Tai Chi ou Chi Kung) do Mestre Xuan Wu ou seus discípulos ? Morada, horários, preços ?

  9. Boa tarde,

    Pode ter toda a informação de horários e moradas aqui: https://caminho-natural.org/aulas/
    Para obter informações sobre outras condições, pode enviar-nos um mail para info@caminho-natural.org ou contactar directamente os professores.

    Um abraço.

  10. Maria Zinha diz:

    Obrigada !

    Em breve entrarei em contacto.

  11. herick diz:

    adoro artes marcias

  12. Graça Mayet diz:

    Boa tarde

    Enviei um email para info@caminho-natural.org, na secção de contactos, sobre a aula berta de 3 de Agosto no Jardim do Torel em Lisboa. das 18 às 19 horas, pois eu e o meu esposo pretendiamos assistir.
    Receberam esse email?

    Obrigada

    Graça

  13. Bom dia Graça. Recebemos e já respondemos. Até domingo!

  14. Pratiquei durante 25 anos artes marciais, especificamente shotokai e agora, depois de um interregno de cerca de 10 anos espero reencontrar a via única que estas práticas conferem, através do TAI CHI que comecei a desenvolver com M. José Bessa em Leça da Palmeira. Toda a informação que possa obter, bem como o intercâmbio de ideias com os que apreciam estas áreas do conhecimento são fatores que destaco em absoluto na minha atividade.
    Cordiais saudações
    Nelson Manuel Lopes Pacheco

  15. Paulo diz:

    Desculpem a pergunta leiga, mas gostaria de saber qual era a diferença entre chi kung e Tai chi.
    Estou na duvida, as duas artes parecem ser bastante interessantes mas qual delas escolher e porquê.

    Um bem haja.

  16. Caro Paulo,

    Chi Kung (ou Qigong) e Tai Chi (ou Taiji) são duas artes diferentes, mas com muitos pontos de intersecção, sobretudo porque na prática moderna do Taiji (que desenfatiza a componente marcial e enfatiza a da saúde e meditação), o Taiji praticamente se transforma em Qigong.

    Qi significa “energia” ou “sopro”, e portanto significa a respiração, o sopro, mas com aquele significado que a palavra também tinha no Ocidente antigamente, de “sopro vital”. Gong significa “trabalho, habilidade”, e portanto Qigong é uma espécie de método de treino da energia vital e da respiração. O Qigong varia muito de estilo para estilo e de escola para escola. Normalmente é composto por movimentos e exercícios suaves, em que se combina respiração com relaxamento e movimento natural.

    Taijiquan (Tai Chi Chuan) é uma arte marcial: Quan, punho. Taiji uma expressão da cosmologia taoista, um momento específico da alternância entre Yin e Yang. Isto diz-nos que se trata duma arte marcial cujas teorias se querem de inspiração taoista, e que usa os conceitos de Yin e Yang para definir estratégias de combate.

    O Taiji nasceu no século IXX da confluência entre um estilo mais antigo, da aldeia de Chen Jiagou (hoje chamado Taiji do estilo Chen), e de teorias e mestres modernos que o actualizaram em Pequim em meados do século, nomeadamente o célebre Yang Luchan, treinador de combate corpo a corpo de um dos batalhões da Guarda Imperial, e que está na génese de praticamente todos os outros estilos de Taiji (nomeadamente o estilo Yang, que é aquele que normalmente se ensina primeiro na nossa associação). Nos anos 20 e 30, a prática do Taiji mudou muito, e ele foi “descoberto” por uma geração nova de praticantes que o acharam especialmente adequado para ensinar o movimento e o relaxamento, e como método de exercício e preservação da saúde. É esse o método de Taiji que mais gente pratica nos tempos modernos, e que enfatizamos na nossa Associação (embora o nosso Mestre Wu Xuan também ensine a componente marcial aos alunos que por isso se interessem).

    Quando se pratica Taiji na óptica da saúde, ele de facto transforma-se num método possível de Qigong: exercício suave, que combina respiração, relaxamento, alinhamentos naturais e saudáveis, um estado mental calmo e semi-meditativo, e assim por diante. Mas o exercício de base do Taiji, a Forma de Taiji (ou Formas, o Mestre Wu ensina várias), vem da parte marcial e lembra-nos a origem da arte e liga-nos aos seus fundadores. É uma forma como as que praticam muitas outras artes marciais – Karate, Kempo, Taekwondo, etc… – uma coreografia que representa uma sequência de ataques, desvios, defesas, derrubes, pontapés, e que constitui um repertório técnico, um abecedário das técnicas de combate do Taiji.

    Espero que esta resposta lhe dê uma ideia do que são Qigong e Taijiquan, e sobretudo, que lhe dê vontade de vir praticar!

Os comentários estão fechados.