Testemunho Pessoal II – António

maonaareia
Tai Chi

“O caminho”

Entendo a aprendizagem do Tai Chi como um caminho; um caminho cheio de avanços, solavancos e por vezes mesmo recuos (como tudo). O que é realmente extraordinário é que no Tai Chi o progresso depende do nosso olhar para dentro, para o interior, o eu. E quando o conhecimento adquirido por via desse olhar é transportado para o quotidiano, tudo começa a fazer mais sentido. Deixamos de lutar contra nós, aceitamo-nos.

“Olhar para o eu”

O “olhar para dentro” não é uma simples metáfora. Ao evoluir no caminho do Tai Chi, senti que só o fazia por começar atingir uma quietude, resultado de um fluir interno. É senso comum que os estímulos externos negativos provocam tensão interna. Essa tensão manifesta-se imediatamente no nosso Tai Chi. É através da prática repetida que voltamos e recuperamos o fluir. E esse fluir é realmente tão bonito. E a transformação provocada por ele é importante na medida em que a prática passa a fazer parte de nós.

“O Mestre”

Sigo os ensinamentos do Mestre Xuan Wu. Gosto de humildemente pensar que sou seu discípulo. Como tal, pratico o Tai Chi do Mestre. Com o tempo, deixamos simplesmente de imitar o Mestre; desenvolvemos o “nosso Tai Chi”. Não nos enganemos: os movimentos estão lá, são os mesmos, mas ao serem interiorizados e interpretados internamente, a sua manifestação externa através do movimento do nosso corpo passa a ser nossa – única. Se por um lado somos todos parte de um todo, por outro, somos todos únicos. Como tal, o nosso Tai Chi torna-se único, nunca deixando de seguir a linha orientadora do Mestre.

“Os outros”

O nosso caminho confunde-se com o dos outros. Todos somos parte da mesma energia. Como tal, apesar de sermos únicos, ao seguirmos o fluir natural das coisas, facilmente encontramos paz junto dos outros. No Tai Chi não interessa o ser melhor ou pior que o próximo. Se não somos iguais, essa comparação não é importante.

A aprendizagem do Tai Chi é um caminho cuja existência do final não faz sentido. É o grande paradoxo. Caminhamos sem o objectivo de chegar a qualquer lado. Vamos caminhando tornando a harmonia do interno com o externo mais completa. Não temos que forçar um rumo porque esse é traçado naturalmente; já está dentro de nós. Temos tão simplesmente que seguir o fluir da nossa energia. Assim encontramos paz e harmonia.

Publicado em Sem categoria | Deixe o seu comentário

Karuna, Monchique, 2014

O Mestre Wu Xuan esteve mais uma vez presente em Karuna, em Monchique, no seminário anual (que já vai na sua décima primeira edição!), para mais um fim de semana intensivo de Tai Chi. Desta vez, os alunos tiveram a oportunidade de aprender a Forma de Sabre, e obviamente, a possibilidade de conviver entre si e com o Mestre! Um agradecimento ao Paulo Côrte-Real pela foto, e aos alunos presentes pelo esforço – que não foi pouco! Mas se não fosse difícil, não lhe chamavam Kungfu…!

Publicado em Sem categoria | 1 Comentário

Em Lisboa, 3 aulas abertas em Setembro

Na sequência da parceria com a Junta de Freguesia de Santo António, iremos estar no Jardim das Amoreiras, nos dias 13, 20 e 27 de Setembro, das 18 às 19 horas, com aulas abertas de Chi kung e Tai Chi. São todos bem-vindos!

jardim das amoreirasFotografia retirada daqui.

Publicado em Sem categoria | Deixe o seu comentário

Karuna, Monchique, 13 e 14 de Setembro

Este ano, o seminário com o Mestre Xuan Wu no Algarve realiza-se nos dias 13 e 14 de Setembro. Podem imprimir a ficha de inscrição aqui: Ficha de Inscricao

Para mais informações, podem contactar o Paulo Côrte-Real através do 91 6635066 ou do email corte_real@live.com.pt

e-flyer

Publicado em Sem categoria | Deixe o seu comentário

Aulas abertas em Agosto, domingos, ao final da tarde

A Caminho Natural, em parceria com a Junta de Freguesia de Santo António, irá realizar 3 aulas abertas, em Agosto, no Jardim do Torel em Lisboa. Serão nos dias 3, 10 e 31 de Agosto, das 18 às 19 horas.

Jardim do TorelA entrada principal do Jardim é junto ao Campo dos Mártires da Pátria (Campo Santana), pela Rua Júlio de Andrade; pode-se utilizar uma segunda entrada, pela Calçada do Moinho de Vento (por uma travessa a meio da rua), quando se sobe a pé da Avenida da Liberdade para o Campo Santana, pela Rua do Telhal. Também se pode subir pelo Elevador do Lavra, entrando-se pela entrada principal.

Estaremos junto ao quiosque, perto da fonte, ou, se ainda estiver muito sol (e calor…), subiremos para o jardim, um pouco mais acima.

Apareçam!

Foto: Manuel Correia, retirada da wikipedia.

Publicado em Sem categoria | Deixe o seu comentário

Dias 12 e 13, de Julho, em Ponta Delgada, Açores

Este ano, o workshop de Tai Chi e Chi Kung nos Açores, será nos dias 12/7, sábado (das 10h-12h e das 15h-17h) e 13/7, domingo (das 10h-12h). Será realizado no Complexo Desportivo das Laranjeiras. Para mais informações podem contactar-nos através do nosso mail: info@caminho-natural.com

Açores, 2013

Açores, 2013

Publicado em Sem categoria | 1 Comentário

Aula aberta, dia 5 de Julho

No próximo dia 5 de Julho voltamos a ter aula aberta com o Mestre Wu Xuan.
Desta vez vai acontecer junto à Biblioteca dos Coruchéus (na Rua Alberto Oliveira, em Alvalade), a partir das 10h.
Convidamos todos a participar, actuais praticantes, antigos alunos, ou mesmo quem nunca o fez antes mas gostava de experimentar.
Apareçam no sábado!

Publicado em Sem categoria | 3 Comentários